quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

2009 - 2010

2009 ficará para sempre tatuado na minha memória.
São os quatro digitos gravados a letras de ouro no meu diploma.
Era uma promessa minha, feita precisamente há um ano. Cumpri-a.
O ano que hoje termina acabou com os meus dias em salas de aula e iniciou-me no meu gabinete.
Estes doze meses foram recheados de saúde e é isso que eu mais peço a Deus. Tendo eu, e os meus, saúde, venham as dificuldades

Saude,amor,alegria e paz para este novo ano!!

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Inveja do tamanho do mundo!

Encontrei este blog por mero acaso, como acontece com tantos outros e fiquei roído de inveja.
Passem por lá e tenham noção do que é uma vida perfeita. A inveja vem logo de seguida.
Ainda há quem diga que ser enfermeiro é mau.
Há gente que nasce mesmo com o rabinho virado para a lua.

Eu queria...

Queria um sofá enorme, uma lareira grande, uma manta da nossa altura e uma janela do tamanho da rua para vermos a chuva a cair-lhe.
Queria a tua mão entrelaçada na minha, a tua cabeça no meu peito e o teu braço a agarrar-me.
Queria que o mundo fossemos só nós e que o amanhã nunca existisse.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Gnosis 2004

Ontem sentou-se à mesa com a familia.
Que grande vinho. Quase que se mastiga.
Foi dos melhores vinhos tintos que já bebi até hoje.
Aconselho.

domingo, 27 de dezembro de 2009

Playboy americano

Gostei da noite. Obrigado amigos. O filme, em si, mastiga-se bem.

Os meus presentes

Camisas Carolina Herrera.
Polo Carolina Herrera.
Gravata Carolina Herrera.
Casaco Gant.
Pulover Pierre Cardin.
Camisa Vitor Emanuel.
Camisa Sacoor.
Cachecol Lion Of Porsches.
Pasta Camel.
Um poster (com moldura) da minha afilhada linda.
Calendario de 2010 personalizado.
Gravata Geovanni Galli.
Uma agenda.
Uma caneta.
Peço desculpa se me esqueci de alguma.
____________
Nunca pensei, em toda a minha vida, abrir tanto saco Carolina Herrera. Juro.
A todos o meu muito obrigado.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Tosse

Ando com uma tosse do diabo.
Nem dormir consigo, porque quando me deito a coisa fica mais forte.
Deverei eu dormir de pe?

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Natal

Natal recheado de saude, amor, amizade e muita paz.
Que mais se pode pedir?!
A noite de 24 e o dia de 25 foram vividos ao lado dos que mais amo e mais que isso não posso pedir. Poucos, mas especiais.
As prendinhas foram fantásticas. Logo que possa falo-vos delas.
Que para o ano seja, no minimo, assim. É esse o meu desejo.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Danup Stracciatella


É o melhor iogurte do mundo!!

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

O click profissional

Acredito que no trabalho, como no amor, é preciso um click para as coisas resultarem.
Eu sou um felizardo, assumo, o meu click profissional foi mágico.
Cresço a olhos vistos, para inveja de muitos.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

É triste, mas é verdade!

E daqui nasce o 1-0 final.
Não parece mesmo fora de jogo?!
Saviola, adiantado bem mais que um metro, recebe a bola e dá de calcanhar para trás e depois já se sabe o que aconteceu.
Do jogo jogado no pantano ficam duas certezas: o FC Porto esteve muito mal e o Sr. Lucilio Batista e seus auxiliares estiveram muito bem.
Esta imagem não é montagem, mas parece que o país decidiu ignorá-la.
Deixo o video para os mais cé(gos)pticos.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

“Difficult but feasible”

Wenger considerou a eliminatória com o FC Porto "dificil mas possivel".
Eu, como portista, considero o mesmo. Vai ser dificil, mas é possível vencer o Arsenal.
Sou admirador do Arsenal, do seu treinador, dos seus jovens jogadores e do grande futebol que praticam.
Sagna, Rosicky, Nasri, Fabregas, Arshavin, Denilson, Ramsey, Bendtner, Vela, Van Persie e Walcott são, para mim, enquanto amante de futebol espectáculo, nomes que fazem crescer àgua na boca.
Mas acredito muito no Bruno Alves, no Fucile, no Fernando, no Meireles, no Belluschi, no Hulk, no Varela, no Rodriguez, no Falcao e em todos os outros que vestem de azul e branco.
Não, não é impossível, mas dificil é com força.

É o evoluir da coisa!

Clique em cima da imagem para melhor entender o que aconteceu no seu país.
Cá para nós que ninguém nos ouve... isto está bom para quem não tem filhas e sempre quis ter um genro, ou para os pais das meninas que sempre quiseram ter uma nora.
Ahhhh!! Não contem comigo para as despedidas de solteiro. Ok?

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Fast food ao pequeno almoço

O despertador tocou, mas muito baixo. Não ouvi.
Adormeci, mas por pouco tempo. Uma horita.
Só acordei ao segundo toque. O da minha mãe.
Uma correria louca, qual Usain Bolt.
As torradas e o leite foram fast food no verdadeiro sentido da palavra. Ou food fast. Nem sei.
Engoli as torradas ao quilómetro 7 e o leite caiu mais ou menos ao quilómetro 9, ou seja, conduzi 2 000 metros sem respirar.Perceberam?
Consegui chegar atrasado ao escritório, mesmo não tendo hora para entrar.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Senhor Doutor

Nunca quis, de todo, ir estudar para fora. Nunca. Mas a vida assim obrigou e o destino Porto era necessário. Coimbra ainda foi hipótese, mas remota.
O inicio da vida na Invicta foi complicada, estar sozinho numa cidade nova e grande tem muito que se lhe diga. Nem tudo é bonito como se pinta.
Os primeiros meses tiveram um único sentido: universidade. Aí fizeram-se amizades, umas que ficaram, outras que partiram, e com isso o sentido atrás falado alterou-se. Comecei a conhecer o Porto, cidade que muito me deu e que nunca por mim será esquecida. Com a cidade vieram os restaurantes, os bares e as discotecas, ou seja, conheci tudo o que faz mal ao estudo. Fácil de ver que paguei por isso.
A juventude é muito bonita, mas inteligência tem muito pouca.
Pautei os meus primeiros anos universitários por um desiquilibrio claro. Muita farra e pouco estudo. Ficam os momentos e muitos, mas mesmo muitos, para contar. A associação académica, as queimas, as recepções aos caloiros, as jantaradas e todas as outras coisas que da importância merecem muito pouco.
Hoje arrependo-me do tempo perdido, ao mesmo tempo que tenho a certeza que vivi coisas únicas, com pessoas que nunca irei esquecer. Passei pelo que tinha que passar de forma exagerada, mas quando se é novo não se pensa em ser velho.
A força dos meus pais esteve sempre presente, foi uma constante durante a minha vida académica, e na fase crucial surge um namoro que muda a minha vida, que me dá responsabilidade e acima de tudo que me mostra o caminho. Obrigado aos três. Ou melhor, aos cinco.
Decidido a estudar e a ser doutor mudo a minha vida por completo. Abandono a noite e habito o dia. Aulas e universidade passaram a ser o meu dia a dia na cidade dona da Foz e claro está que isso foi o plantar do fruto que colhi.
Na vida é preciso ter opções e equilibrio, eu aprendi tarde, mas mais vale tarde do que nunca.
Era altura de consertar erros antigos e imagens pintadas nas paredes universitárias. Assim foi.
Consegui.
Lutei, estudei e trabalhei muito. Lavei a cara do aluno desinteressado.
O sucesso, aos poucos, foi aparecendo e reconhecido.
Naqueles corredores e naquelas salas travei lutas próprias da minha pessoa, não me calei a revoltas e muitas das vezes paguei por isso. Sou como sou e assim serei sempre.
Passei pelas mãos de pessoas justas e humanas, ao mesmo tempo que seres pouco humanos tentavam destruir um sonho infantil. Tentaram, só.
Subi degraus de joelhos e outros em passo apressado, mas subi-os todos.
Havia quem aplaudisse os meus sucessos, como havia quem se risse dos meus perderes. Mas estou aqui, vencedor como nasci.
Da universidade trouxe ensinamentos académicos e ensinamentos de vida. Ali cresci, ali me fiz homem, foi naquela casa que aprendi a viver sozinho, foi ali que ri, que chorei, que perdi e que festejei.
Houve alturas em que a palavra desistir pontapeava a minha cabeça, mas os que me amam não me deixaram desistir, nas horas em que isso era o que eu mais queria. Graças a Deus.
Chegou o dia em que pude gritar: " EU ACABEI O CURSO!! EU SOU DOUTOR!!"
Este dia é uma oferta minha aos que me amam, aos que lutam por mim e aos que acreditaram em mim quando nem mesmo eu acreditava. Foi o meu agradecer por tudo o que fizeram por mim. Eles merecem-no, mais do que eu, bem mais.
É um peso que sai das costas, é um respirar que nunca existiu, é uma paz de espirito e acima de tudo é um dever cumprido e um sonho realizado.
Hoje vivo o meu dia num gabinete, respiro o ar de um escritório de advogados e é lá que eu sou eu. Mais feliz do que nunca.
O meu habitat natural é o tribunal. Sobrevivo à base de processos, que são vidas humanas cravadas em linhas de folhas e folhas de papel.
Nunca tive duvidas e desde criança inocente que queria ser advogado. E eu quando quero consigo. Hoje sou o homem que em criança queria ser. Hoje sou o doutor com que sonhei. Hoje tenho um Dr. antes de Cristiano Moreira.
Não nasci para ser mais um, nasci para ser o.
Não ando aqui para ver passar a vida, ando aqui para a vida me ver passar a mim.
Advogados há muitos, mas os bons são poucos e eu quero entrar no lote dos poucos.
Aos que acreditaram em mim desde caloiro, aos que me empurraram para o fim, aos que choraram com a minha vitória e aos que me amam na forma mais pura de amar, o meu MUITO OBRIGADO!!
Dr. Cristiano Moreira

domingo, 13 de dezembro de 2009

A1 do líder Braga!

Musica do dia

9 Meses de gestação após a concepção de um feto,
primeiro de muitos dias que esta tua vida promete,
respiração com choro para consolo dos papás,
olhar voraz de quem já sonha com o que um dia serás,
capaz de tudo mas para já capaz de nada,
somente rapaz parecido com o papá de cara,
com o génio da mãe e de mais alguém que o identifica,
numa parecença extrema que membro desta extensa família,
porque tu és nascido mas não és bem recem,
és a criança que brinca já comunica bem,
1º amigo no recreio filho da amiga da mãe,
cresce contigo, já tá na escola primaria também,
já tens 6 anos e vês que nada é o que tu vês,
tudo tem que ter resposta na altura dos porquês,
que se arrasta vida fora vai criando a tua história,
como a surra que apanhaste na praxe da preparatória,
só gente grande garante a protecção agora,
só tens que ser aceite pelos mais velhos da escola,
no primeiro ritual selecção natural na vida,
e aprendes praticando Darwin em teoria,
tudo te fascina e agora tens um novo interesse,
pita do 6º B que não te vê nem merece,
nesse coração partido só sobra espaço pró esboço,
pró rosto causador do primeiro desgosto amoroso,
mas algo se aprende e é importante que tu vejas,
que hoje partes corações enquanto brincas com teenagers,
crescido, bem parecido há sempre uma que te liga,
e mostra o sexo oposto pra lá de um beijo com saliva,
e, foram-se os três uma vez de quarto é certo,
quadro se repete enquanto houver um quarto aberto,
que a juventude é isto é proibido ser diferente,
o tempo é garantido e tens de ser inconsequente.

Velho demais pra ser puto, puto demais pra ser cota,
universitário esperto num curso em que o velho gasta a nota,
Longe de casa dos amigos sempre livre e borga,
começou com um futuro super doce que se transforma agora,
mas, decides hoje o que não vais viver depois,
com essa mulher que amas e com planos de vida a dois,
desinformada aliviada primeiro emprego oficial,
primeira ‘queca’ em casa nova e gravidez acidental,
mas, mas é bem-vinda existe amor de mãe,
bebé fofo com o teu rosto cresce hoje e é um fedelho,
mas o milagre da vida traz tragédias consequentes,
o ciclo que reside e vês-te a enterrar parentes,
próximos ou mais distantes antes sequer dos 25,
Com uma família nova e uma menina a caminho,
consegues ver tudo agora e bules mais horas por dia,
garantes que quem tu amas tem tudo o que precisa,
Mas vês os 30 com mais 10 e mais problemas à frente,
um filho quase formado e uma filha adolescente,
a meia-idade avança e tu não viste metade dela,
confortável com o que tens só tens que saber lidar com ela,
o bule cansa onde é espaço das influencias,
o casamento não dá mais mas vai mantendo a aparências,
um dia uma semana um mes um ano seguido nisto,
passam 5, 7, 9 e foram 10 que tu nem viste,
mas acordas frente ao espelho que não mente quando reflecte,
o teu rosto velho que é beijado pelo teu neto,
reforma bate à porta e agora tens tempo pra tudo,
pra zelar pela família pra passar tempo com o puto,
pra passear, pra respirar a liberdade,
de quem vive de quem é livre de quem só faz se tem vontade,
e amanhã mudas de vida porque a vida te cansou,
mas antes de nascer o dia o teu coração parou!

sábado, 12 de dezembro de 2009

Depilação a laser

Prefiro que saibam por mim do que pelas revistas cor de rosa.
Eu ando a fazer depilação a laser. Comecei a hoje.
Só o tronco. Não quero mais.
Para se assumir isto ou se é muito homem, ou se é desportista profissional.
Eu prefiro ser muito homem.
Muitos são os homens que acham que "homem que é homem tem pêlo" e é por isso que anda aí muito urso convencido que é gente. Para mim ser homem é um pouco maior do que ter pêlo.
No meu caso é apenas uma questão estética e de gosto meramente pessoal. Gosto mais de me ver sem pêlos.
Por exemplo, eu adoro andar de camisa e pêlos no peito, pelo menos como os meus, é como quem me mata. Não combinam nada bem.
Aguardo comentários fantásticos e bem elaborados com criticas bombásticas, porém tenho a certeza que só os que querem tanto isto como eu, e a quem lhes falta coragem, irão criticar-me.
Não venham com conversas relacionadas com homossexualidade para eu não ter que falar das vossas mães. Sim? Obrigado.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Portugal "O Corrupto"

Se os países de hoje usassem cognomes como gente de há muitos anos atrás, este país pequenino que nos dá chão seria Portugal "O Corrupto".
Digo isto sem que a duvida toque no meu pensamento e sem que um qualquer excesso de peso se aproxime da minha consciência.
É de agradecer a Deus o tamanho que nos deu, tenho até medo de imaginar o que seria de nós com o tamanho de uma França, ou de uma Alemanha. Se o roubo fosse medido ao quilometro quadrado nós estariamos, com toda a certeza, desgraçados.
Pensando bem - permita-me Deus dizer isto - Deus errou. Devíamos ser maiores. Tão grande é quantidade de gatunos neste país. Qualquer dia derramamos gatunos bela borda fora, tal qual o copo que derrama a água.
Com isto não me ponho em bicas de pés, querendo estar à altura de Deus, nada disso, é apenas um analisar meu.
O Sócrates, peço desculpa, o Senhor Engenheiro Sócrates, comanda este país de costas. O que não é fácil sem retrovisores.
Mas mesmo de costas ele tenta acompanhar de perto tudo o que se passa a nível da corrupção, afinal de contas raro é o caso em que ele não está envolvido. É Freeport, é Face Oculta, é de tudo um pouco. Só não se envolve nos problemas do país.
Os outros ao vê-lo de costas pensam que quem manda não vê e então tratam de se governarem a eles, em vez de governar o país e quem aqui tem casa.
O Vara, esse desgraçado, só ganha 34.000 € por mês. Não, não é como arguido, é como (se fosse) vice-presidente do Millennium BCP.
E o homem bem o merece, então viram que o Godinho foi ter com ele porque não sabia onde era a EDP - só por isso - e ele ajudou o homem, como de certeza ajuda outras tantas pessoas perdidas. Eu diria mesmo: um santo!
O Horta e Costa esticou-se nos CTT. Pensa que os outros colam selos com a testa e ele com os dedos que têm mãos nas pontas.
E aquele circo na Assembleia? Que categoria! Deviam pôr aquele filme em todas as fronteiras, assim quem cá entrava sabia, desde logo, em que tipo país tinha entrado. Como que de um cartão de visita se tratasse.
Ser português é não saber o que é a monotonia. Obrigado ao Governo e a todos os que lá deixaram a cruz.

SÓ PARA PORTISTAS!!

Presente de Natal.
De mim, para vós.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Frio

Sinto-me gelado.
Por dentro, não por fora.
Faz-me falta o teu abraço.
Nem tu sabes a falta que ele me faz.
Nem eu sei, mas digo-to.

ULQUE


Adoro este video.
A ideia é fantástica.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Isto é assim?!

Eu fiz o texto para a nossa querida Maitê Proença.
Até aqui tudo certo.
Depois pegam no meu texto e usam-no para uma petição pública.
Então e eu no meio disto tudo? Nada?
Uma palavrinha a informar, não?
Direitos de autor. Já alguém ouviu falar?

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Eles andam aí... Cuidado!!

Terça-feira bem Santa!!

Tudo nas compras. Aqueles de quem gosto.
Trânsito.
Multidões.
Sacos.
E eu?!
Em casa. Sozinho.
Sofá, lareira e um livro.
O livro era de Direito, mas não deixa de ser um livro.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Já não vejo nada.

Hoje foi durinho!

domingo, 6 de dezembro de 2009

sábado, 5 de dezembro de 2009

Aleluia!!

Vai ser durinho!!

Só posso estar maluco!

Sonhei que era amigo do pessoal da Face Oculta.
Lá estava eu em amena cavaqueira com o Sócrates, o Armando Vara, o José Penedos, o José Godinho e acho que também por lá vi o maluco do Figo.
Tudo boas cunhas, mas muito maus rapazes.
Já me esquecia...
Festejei o golo do Grimi, no jogo Sporting - Heerenveen.
Estou maluco, só pode!

Portátil Vs Virus

Ganhou o virus, como era de prever.
O portátil tentou, mas o virus foi mais forte.
Aproxima-se a (milésima) formatação e com ela o windows 7. Em principio.
Nem tudo é mau. Do XP para o 7.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Desabafo

Quem foi o animal que teve a brilhante ideia de reforçar a prata que vem logo a seguir à tampa?
Parece que bebo um iogurte blindado. Porra!
Agora é preciso um alicate de pontas para abrir um Danup!

Ontem

Uma data especial de um amigo de sempre e para sempre.
Um cálice de vinho do Porto e muita amizade. Da pura.
O tempo era pouco, mas as amizades puras sobrevivem a isso.
A vida, assim, vale a pena.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Daryl Markham

Um exemplo de coragem e talento.
É por estas e por outras que vale a pena andar por cá.

Um mês

Foi há um mês que comecei.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

A vida é bela

Hoje, durante o zapping, encontrei-me novamente com esta obra de arte.
Já nos encontramos mais de 10 vezes e eu adoro sempre. Parece que é sempre a primeira vez.
Serviu isto para me certificar que este é, sem duvida, o melhor filme que eu já vi.
Choro sempre. Imaginem só.