sábado, 30 de junho de 2007

Basicamente Cancun

Era basicamente isto que eu queria.

Todos vós podem contribuir para a minha felicidade. É simples.

Basta doar uma qualquer quantia monetária.

Só quero comprar 2 bilhetes e nem precisam de ser de ida e volta, basta de ida.

sexta-feira, 29 de junho de 2007

Tráfico de pessoas

"Portugal serve de destino e trânsito para o tráfico de seres humanos e não cumpre os requisitos mínimos recomendados para o combate a este fenómeno, embora se esforce por erradicá-lo", diz um relatório do Governo norte-americano agora divulgado.
Então mas o Governo lá dos States também já diz sobre nós? Eu pensei que eles pensavam que nós não existiamos. Afinal o mundo sabe que nós existimos, que somos a cauda da Europa, mas somos uma cauda que ainda abana. Nunca abanamos por bons motivos, mas pronto, não se pode ter tudo.
Vamos analisar o pequeno excerto do relatório dos meninos do Bush: "Portugal serve de destino e trânsito para o tráfico de seres humanos e não cumpre os requisitos mínimos recomendados para o combate a este fenómeno" ... ora bem, eu quase nada percebo disto, mas permitam-me perceber que se Portugal cumprisse os requisitos recomendados para o combate ao fenómeno o fenómeno não existia. Certo? Então e depois? Os Estados Unidos queriam fazer um relatório sobre a malta e falavam de quê? É que para além deste pequeno aspecto, Portugal não tem, assim de repente, nenhuma falha visivel, pois não?!
Ora bem, e se o fenómeno não existisse a Maddie já estava em casa há muito tempo, os pais dela já não estavam aqui, a imprensa britânica e a sua policia já estavam lá longe, ao pé do Big Ben. E depois? Mesmo que os ingleses quisessem falar de nós iam falar de quê? O Cristiano Ronaldo está de férias.
Resumindo, não cumprimos os requisitos minimos para o combate ao fenómeno mas cumprimos os requisitos para que falem de nós. Acho que é o pretendido.
O relatório, produzido anualmente, descreve Portugal como sendo "essencialmente um país de destino e de trânsito" para o tráfico de mulheres, homens e crianças oriundas do Brasil, Ucrânia, Moldávia, Rússia e Roménia, assim como de alguns países africanos.
O relatório produzido anualmente, leram bem? Os Estados Unidos da América falam de nós pelo menos uma vez por ano. Não tenho base para que possa afirmar o que vou afirmar, mas acho que nós falamos neles mais que uma vez por DIA.
Outra e última coisa, para finalizar. Portugal é essencialmente um país de destino e trânsito para tráfico de mulheres, homens e crianças. Há mais algum tipo de pessoas para traficar? Não estou a ver. Pelo menos para já, porque no dia em que os lares portugueses deixem de ter a afluência nacional pretendida, vocês vão ler no relatório anual (que recorda a existência do nosso país) que Portugal é essencialmente um país de destino e trânsito para o tráfico de mulheres, homens, crianças e ainda uns magnificos idosos.
Aguardem.

quinta-feira, 28 de junho de 2007

Google Hearth

Clica em cima para ampliar

O meu pai instalou.

Eu, desconfiado, experimentei.

É bom, pá!!

O Google Hearth é muita giro!

Eu sei que já existe há muito, mas só agora tive tempo para correr o mundo.

O mundo que eu já corri. Ca ganda mundo que nós temos.

Não me limitei a coisas simples, tipo Póvoa do Varzim ou Algarve.

Naaa, nada disso! Foi mesmo Nova Iorque, Cancun, Roma, Atenas, etc, etc ...

Enfim, não olhei a gastos! Eu quando é, é a sério!!

Claro está que não poderia deixar de espreitar o meu cantinho neste tão grande mundo.

E deixo-vos a foto para vocês saberem onde eu durmo.

Uma pista: a propriedade (sim, porque tem um proprietário) está delimitada a vermelho, ou encarnado, não sei bem. Desculpem a minha daltonice.

domingo, 24 de junho de 2007

Parabéns MÃE!!

Mãe Perfeita

És a mulher da minha vida
Vida que só por ti é compreendida
És o baú dos meus segredos
Só a ti mostro os meus medos
O meu mundo gira em teu redor
O meu amor por ti é cada vez maior
Rasgo folhas de papel
Onde quero dizer que o teu amor é mel
Gasto canetas de tinta permanente
Para te mostrar o que o meu coração sente
Canto, grito, salto, danço…
Por ti, até o mundo balanço
Roubo todas as estrelas do céu
Só pra te dizer que o meu coração é teu

És o carinho que me abraça
Quando o mundo me trespassa
És o embalar duma criança
Que só em ti vê esperança
Toda a tua vida lutaste por mim
Sabendo sempre que é uma luta sem fim

Mãe, tu és a luz que ilumina a minha vida
Mãe, tu és a força que sempre me domina
Mãe, eu amo-te por seres assim
Mãe, eu vou amar-te até ao fim
Mãe, fica comigo para sempre
Mãe, guarda a minha imagem na tua mente
Mãe, isto são as forças do que sinto
Mãe, vamos voar juntos para o infinito

A tua existência sempre foi uma utopia
Até que um dia Deus se lembrou de fazer magia
A tua vida tem sido rodeada de inveja
E tu tudo tens feito para que assim seja
Tens uma família, uma casa … uma vida
Entraste numa batalha e nunca te deste por vencida
Muitos têm-se unido para te derrubar
Mas tu tens um marido e um filho para te apoiar
Puseram-te na rua ansiando o teu fim
Mas tu venceste na vida e tiveste-me a mim
Eu sou o fruto de um amor proibido…
É a esse amor que agradeço o facto de ter nascido
Lutaste contra tudo e contra todos para amar
Saíste do teu ninho e mal sabias voar
Todos ficaram à espera da tua derrota anunciada
Tu voltaste, passado pouco tempo com a vida já organizada
Não fugiste de nada nem de ninguém
Continuaste perto para que pudessem ver que tu eras alguém
Os anos passaram e eu já sou um homem
Foi tudo tão rápido que parece que foi ontem

Quem tenta prejudicar-te e fazer-te mal
Toca em mim, no meu lado animal
Por ti fico selvagem e viro um predador
Faço o que for preciso para curar a tua dor
As tuas feridas são as minhas chagas
Por ti não me importo de ficar com as mãos manchadas
O sangue que tenho nas veias é teu
Se alguém te fizer mal, eu esqueço Deus e viro ateu
Quero que vejas em mim o espelho da tua felicidade
Quero que toques no meu peito e sintas amor de verdade
Puseste-me no mundo e agradeço-te por isso
Fica descansada mãe, eu nunca serei um filho omisso

Mãe, tu és a luz que ilumina a minha vida
Mãe, tu és a força que sempre me domina
Mãe, eu amo-te por seres assim
Mãe, eu vou amar-te até ao fim
Mãe, fica comigo para sempre
Mãe, guarda a minha imagem na tua mente
Mãe, isto são as forças do que sinto
Mãe, vamos voar juntos para o infinito

24/06/1961

Por Cristiano Moreira

sexta-feira, 22 de junho de 2007

Eu e Tu

Não olhes para mim com pena.
Olha-me com respeito.
Não sou mais do que tu.
Mas menos do que tu não sou concerteza.
Não quero ser apenas mais um.
Mas se tiver que ser, quero ser mais um diferente.
Critica-me.
Mas não deixes de falar de mim.
Tenta prejudicar-me.
Mas não consigas.
Não tentes ajudar-me.
Ajuda-me.
Não queiras ser meu amigo.
Faz por sê-lo.
Não tenhas boas intenções.
Tem bons gestos.
Se te ignoro é porque não mereces o meu tempo.
Se te ajudo é só porque mereces.
Se queres ser meu inimigo sê-lo com dignidade.
Se queres ser meu amigo sê-lo de qualquer maneira.
Sê tu próprio.
Vive a tua vida.
Critica o que faço e não o que dizem que faço.
Gosta de mim tal como eu sou.
Não queiras mudar-me para gostares de mim.
Eu gosto de ti tal como és.
Eu odeio-te tal como és.
Eu sou como sou e vivo feliz assim.

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Shrek 3

Altura de estudo. Cabeça cansada.

O que poderia ajudar a relaxar?

Nem eu sabia.

Quem sabia era o meu mano.

"Vamos ver o Shrek 3!??"

Não consigo dizer que não àquele Ogre.

"Pááára com ixo burriquito...Eu xou um OOOGREEE!!!"

Lindooooo!

Logo lá estarei, bem acompanhado, claro...

Venham as pipocas, o Shrek, a Fiona, o Burro, o Gato e o Shrekinhos!!!

Eu quero um pântano só pra mim!!

terça-feira, 19 de junho de 2007

Bateria Fraca

Ontem frequência.
Amanha frequência.
Sábado frequência.
Eu faço frequências com tanta frequência que já nem sei bem com que frequência as faço.
Este trocadilho foi só para testar o meu cérebro.
Anda cansado.
Por vezes apita e diz bateria fraca. Já só tem um tracinho.
Será que aguenta? Tem que aguentar.
A garantia já terminou há 21 anos.

sábado, 16 de junho de 2007

Imaginando-te e observando-te

A chuva cai forte e com precisão.
Cada gota trás consigo um destino e um objectivo.
Este tempo faz-me complicar o calendário.
Ia jurar que estava em Junho.
Quase quase no Verão.
Deito-me na minha moleza e observo cada partícula de água.
Olho para o vidro humido da janela e imagino-te.
Penso em ti e em cada traço do teu desenho.
Lembro-me da tua pele suave como seda.
Recordo o sabor do teu beijo. É bom demais para ser explicado.
O teu toque tem magia.
As tuas palavras têm melodia.
Eu só tenho um vidro humido de uma janela.
E imagino-te.
Será que pensas em mim?
Será que me imaginas?
Não quero respostas.
Quero os segredos do teu eu.
Coisas supérfulas já pouco me dizem.
Quero confissões da tua alma no meu ouvido.
O meu coração guarda cada palavra tua.
A minha mente fotografa continuamente cada gesto teu.
Olha para o vidro da tua janela e imagina-me.
Repara nessa pequena gota que te observa com atenção.
Sou eu.
Tu és um anjo com pele de mulher.
Eu sou apenas uma gota que te observa.
Sou feliz assim...
Imaginando-te e observando-te.

quinta-feira, 14 de junho de 2007

Tem mesmo que ser!!

Dia feio este.
E ontem? Parece-me que foi ainda pior.
Está bom para estudar. Costuma-se dizer.
Costuma-se dizer para enganar a mente estudantil.
Desde quando já se viram dias bons para estudar?
Nós, estudantes, sabemos que não há dias bons para isso.
Há apenas dias em que tem mesmo que se estudar.
Dias e noites.
Ponto final.
Hoje é um desses dias.
Como foi o ontem.
Como será o amanhã.
Como convém que seja até lá para o meio de Julho.
São passos pequenos, penosos, maçudos, chatos, aborrecidos e desagradaveis? Talvez.
Mas quem não caminha não sai do sitio.
Há coisas bem piores na vida. Concerteza que sim.
Segunda encontro-me com o Direito Processual Civil Declarativo em cima da mesa.
Nome giro para uma cadeira tão feiinha.
Eu e ele. 3 horas. Frente a frente.
Há esperança? Sei lá.
O professor diz que não acredita que ninguém passe.
Mas eu acredito.
É um acreditar muito ao de leve.
Mas não deixa de ser um acreditar.
Agora vou acreditar que consigo estudar toda a santa tarde.
Estou a acreditar neste preciso momento.
Vou aproveitar este lapso de tempo.
Oh...olha eu a ir embora a acreditar cada vez mais.................

terça-feira, 12 de junho de 2007

Combate VitaL


Palavras aqui escritas na minha vida valem zero
Escrevo em forma de desabafo e é só isso que eu quero
O mundo é um ringue onde somos constantemente agredidos
Neste momento estou de rastos, quase a perder os sentidos
Os socos que me atingem têm uma força do além
A minha visão está turva, procuro ajuda e não vejo ninguém
Estou encostado ao canto, sou socado sem dó nem piedade
Sinto-me sozinho e sem forças a passear numa rua de Bagdad
Olho em meu redor vejo um publico louco, de pé e extasiado
Eles gritam, aplaudem e querem um soco que me deixe derrubado
Olho pro tapete de braços abertos à espera do meu corpo estendido
Procuro um espelho pra ver o reflexo de um homem já vencido
Procuro muito mas não encontro o reflexo por mim pretendido
Acaba o round, questiono o árbitro que me diz que nada está decidido
Sento-me no canto, lavo o meu rosto que está coberto de sangue
Tenho ideias tolas, queria uma pistola aqui e fazer bang bang
Sem forças físicas e anímicas falo com Deus Todo Poderoso
Consigo levantar-me e decidir que vou sair deste ringue vitorioso
Ele dá-me conselhos sábios, traça-me ideias realistas e possíveis
A vida é feita de dificuldades, mas não há barreiras inflexíveis
Enfrento o meu adversário nos olhos, ele olha fixo e sente o meu poder
Amedrontado pelo que vê, treme e começa a conjugar o verbo morrer
Estatísticas nada me dizem e a fraqueza dá lugar à minha força
Caminho confiante, grito o que sinto para que toda a gente ouça



Por Cristiano Moreira

sexta-feira, 8 de junho de 2007

Eu!!

Eu quero... muito ser feliz!!
Eu tenho... que lutar muito para concretizar os meus sonhos e atingir os meus objectivos.
Eu acho... que tenho os melhores pais do mundo!!
Eu odeio... que magoem aqueles que eu amo.
Eu sinto... que posso ser "alguém".
Eu escuto... só os que merecem ser escutados.
Eu cheiro... tudo o que me rodeia.
Eu imploro... quando preciso e não tenho vergonha disso.
Eu arrependo-me... de muita coisa.
Eu amo... os meus pais e a minha namorada.
Eu sinto dor... quando me desiludem.
Eu sinto falta... de ser criança.
Eu importo-me... com todos os que amo.
Eu sempre... EU SEMPRE!!
Eu não fico feliz... sozinho.
Eu acredito... no amor.
Eu danço... muito raramente.
Eu canto... muito mal.
Eu choro... sempre que me apetece.
Eu falho... como qualquer outro ser humano.
Eu luto... com todas as minhas forças pelo meu futuro.
Eu escrevo... muito e mostro um pouco.
Eu ganho... anos de vida sempre que dou uma gargalhada.
Eu perco... muito tempo em coisas que não devia.
Eu nunca digo... não àqueles que amo.
Eu estou... preocupado.
Eu sou... bem humorado.
Eu fico feliz... quando atinjo os meus objectivos e quando faço os "outros" felizes.
Eu tenho esperança... que o amor é eterno.
Eu preciso... de paz.
Eu deveria... fazer muita coisa e não faço.

quarta-feira, 6 de junho de 2007

SLRosa 2007/2008

Qual acham que o Nuno Gomes vai escolher?

segunda-feira, 4 de junho de 2007

Anti-depressivo



Alto e bom som!!

domingo, 3 de junho de 2007

Diálogo de Domingo

Este dia é meio parvo.
Eu acho.
Acordo, olho para o meu eu e vejo-o cabisbaixo.
Não posso deixá-lo assim, pensei eu.
Fui ter com ele e iniciei o diálogo de Domingo.
Diálogo:
Eu:Então pá, que se passa?!Que cara é essa?
O meu eu:Oh...é domingo. Este dia confunde-me a cabeça.
Eu:Vá, deixa de ser assim, anima-te. Hoje temos muito que fazer.
O meu eu:Pois, temos sempre muito que fazer e nunca se faz nada.
Eu:Olha lá, vamos almoçar, tomar um bom banho, depois temos que passar em casa do Keller, depois vamos ter com a Cátia, enquanto ela estuda aquela tal apresentação nós vamos ver aquele caso do gaijo que comprou um carro de modo fraccionado e depois faltou com 2 prestações, depois vamos ao shopping com a Cátia para ela encadernar um trabalho e é provável que ao fim da tarde ainda se dê uma futebolada!! Que queres mais??!
O meu eu:Uiiii...isso é muito projecto para um Domingo à tarde!!
Eu:É nada, vamos embora, vais ver que vamos conseguir...
O meu eu:Sinceramente, não me parece.
Eu: Olha, na volta ainda lavamos o carro, que dizes?!
O meu eu: (no chão a rir) Tu não bates bem da cabeça!!! Não queres fazer mais nada?!
Eu: Recebi mensagem, deixa lá ver... olha é a Cátia a dizer pra irmos tomar um cafézito, que rica idéia...é muito bem visto!
O meu eu: Prontinho... se eu bem a conheço, se tu vais tomar café, podes ir esquecendo a bola...a não ser que aproveites bem a tarde com os livrinhos!
Eu: Pois, se calhar tens razão, não vale a pena planear muita coisa. Vamos tomar um cafézito e depois estuda-se, também tá um dia bem bonito pro livro, não é?! (Eu ainda com aquela esperança que dê pra ir jogar à bolinha)
O meu eu: Oraaa! Café e livro? Tá um Domingo bem jóia!
O meu eu: Olha, quando aprendes que o Domingo vence sempre??
Eu: Acho que nunca.
Eu, pensando:Um dia hei-de vencer o Domingo!!

sábado, 2 de junho de 2007

Obrigado Tom Sawyer

Deu-me saudades do passado.
Saudades da minha paz infantil.
Saudades de quando EU nunca tinha problemas.
Deu-me saudades de ser criança.
Durante 10 minutos fui criança de novo.
Obrigado Tom Sawyer.

"O meu amigo Ak" - Em português