terça-feira, 31 de março de 2009

O churrasco

Começou ontem.
Acabou muito muito hoje.
Foi legau. Eu gostei.

segunda-feira, 30 de março de 2009

Churrascada

Hoje é noite de churrascada com a galera do ginásio.
Não pode ser só perder calorias, também temos que as ganhar.

Picanha, cerveja e caipirinha não vão faltar.

Só para homens...de barba rija.

sábado, 28 de março de 2009

Voos Low Cost

Nunca os usei e não sei porquê sempre os vi com um olhar coberto de desconfiança.
Por ser muito barato talvez. Eu sei, sou o tipico portuga, se é barato não presta, se é caro é fantástico.
Que dão jeito dão. Imagino eu.
Em breve vai-me dar muito jeito um voo destes.
Porém, fica a duvida: serão seguros?

quinta-feira, 26 de março de 2009

Rotura do ligamento cruzado anterior

Fez ontem um ano que fui operado.
A lesão fez anos dia 17 de Fevereiro.
Futebol só na varanda de casa, a brincar. O medo ainda mora comigo.
Faço ginásio e piscina sem qualquer problema.
Corro e ando de bicicleta como se não tivesse existido bloco operatório.
O que me falta? Massa muscular. Muita.
Mas...
Igual nunca fica.

terça-feira, 24 de março de 2009

Diogo Sabrosa - Missa e vigilia

O Serafim, pai do Diogo, agradeceu o apoio e informou da missa e da vigilia, aqui no blog.
Eu peço, a todos os que puderem, para comparecerem amanhã numa missa na Igreja de Leça, às 19.00h, depois realizar-se-á uma vigília às 21.00h, desde a igreja até ao mar, onde serão lançadas flores.
Por ti, Diogo!

Apito vermelho

Isto é para ler e não para comentar.
Não vou aceitar qualquer tipo de comentário, nem perder tempo com discussões que não nos levam a lado nenhum. Cansei.
Isto é para ler e depois cada um que pense o que quiser. Só para isso.
E lembrem-se: o pior cego é aquele que não quer ver!!

segunda-feira, 23 de março de 2009

Parque Corgo


Vale a pena.
Foi uma bela tarde de domingo.

domingo, 22 de março de 2009

Inocêncio Calabote, faz hoje 50 anos

"Foi exactamente há 50 anos. Estamos em 22 de Março de 1959. Hoje é conhecido o campeão nacional. São três da tarde e a bola começa a rolar em todos os estádios. Em todos não. Na Luz, o Benfica recebe a CUF e sobe ao relvado dois minutos antes do início do jogo. A estratégia é retardar a partida o máximo possível, de forma a saber o que se passa em Torres Vedras, no Torreense-F. C. porto.

Os dragões estão a um pequeno passo do título: são líderes com os mesmos pontos do que os rivais da Luz, mas com vantagem na diferença de golos. Para ser campeão, o Benfica precisa de marcar mais cinco golos do que aqueles que os portistas marcassem.

No Campo das Covas, já se contam oito minutos de jogo, quando na Luz, Inocêncio João Teixeira Calabote, árbitro internacional de Évora e com passado infeliz nos jogos com o F. C. Porto, faz soar pela primeira vez o apito. A primeira parte corre de feição às águias que chegam ao intervalo a vencer por 4-0, com os dois primeiros golos de penálti, o segundo dos quais considerado inexistente por toda a crítica.

A vantagem era insuficiente, uma vez que os portistas já tinham inaugurado o marcador. Na segunda parte, já depois do golo de honra da CUF, o Benfica não demoraria a dilatar a vantagem com mais dois golos, um deles de penálti. Os encarnados são virtualmente campeões. Festeja-se na Luz, sofre-se nas Covas.

Não por muito tempo. O portista Noé faz o segundo golo e a festa volta a Torres Vedras. Por pouco tempo também. De rajada, os benfiquistas fazem o 7-1, já o guarda-redes Gama, da CUF, tinha sido substituído, a pedido dos colegas, num tarde muito infeliz...

Porém, em cima do minuto 90, Teixeira faz o 3-0 e volta a entregar o título ao F. C. Porto. O jogo termina a seguir, mas não há campeão. Na Luz, ainda faltam jogar oito minutos, mais os quatro de compensação concedidos por Calabote - que ainda expulsou três jogadores da CUF -, quando, na altura, não era normal dar-se mais do que dois. Foram 12 longos minutos de sofrimento em Torres Vedras, enquanto o Benfica desespereva por mais um golo, que não veio a acontecer. A festa mudava-se, de vez, para as Covas.

Poucos dias após o mais dramático epílogo dos campeonatos, Calabote é alvo de inquérito federativo e acusado de ter mentido no relatório, escrevendo que o jogo principiara às 15 horas e terminara às 16.42 horas. O árbitro de defende-se e diz que o seu relógio é que vale. Nada feito. É acusado de corrupção, mas diz que nunca recebeu um tostão. É irradiado uns meses mais tarde."

sábado, 21 de março de 2009

Carlsberg Cup

Parabéns, Lucilio.

O Sábado e a Carlsberg

Manhã relaxada na cama.
Almoço baseado na picanha e em coisinhas boas do género.
Passeio digestivo. A pé.
Lanchinho bom, onde o sol foi convidado da esplanada.
Ao fim da tarde entreguei o corpo ao ginásio e à piscina.
A noite, essa, promete.
_________
O Sporting-Benfica?
Está a ser giro e pouco violento.
Não sei quem vai ganhar, mas já entendi que contra o Benfica não se pode tocar com o peito na bola. É falta.
Sorte teve o Olhanense, que foi o único a escapar ao furto da Carlsberg.
Em suma, pode dizer-se que se trata de uma tentativa de entregar um troféu novo a um velho emblema. Eu acredito que "eles" vão conseguir.

sexta-feira, 20 de março de 2009

You remember us?!

Vejam o video com som. É arrepiante.

O sorteio fez-me a vontade.
Para já está 0-0, no fim logo se verá.

quinta-feira, 19 de março de 2009

Feliz Dia do Pai!!

Em primeiro lugar tenho a dizer-vos que eu tenho o melhor pai do mundo.
Podem perguntar aos meus irmãos. Eles vão confirmar.
Várias vezes dou por mim a pensar se serei capaz de ser tão bom pai como é o meu. Sinceramente duvido.
O meu pai faz por ser perfeito, pode não sê-lo como pessoa, porque ninguém o é, mas como pai é perfeito. Acreditem.
Amo-te, PAI!!!!

terça-feira, 17 de março de 2009

Diogo Sabrosa

É este o nome do menino que desapareceu na praia de Matosinhos, na tarde de Domingo.
O pai ainda o agarrou, mas o mar, esse bandido, foi mais forte.
Não imagino a dor de Serafim e Bernardete, por saberem que o mar engoliu o filho mas recusa-se a devolve-lo.
Ainda ontem o meu irmão mais velho dizia "que os filhos não sabem o quanto os pais gostam deles" e eu, como filho, confio nele. Nós não imaginamos, mesmo!
Convivo com a familia Sabrosa desde que me lembro de ser gente, sou amigo, não tenho nada a apontar-lhes. Os meus pais idem.
Somos vizinhos, cruzamo-nos, brincamos, falamos, rimos. Hoje gostava de lá ir dar o meu apoio, mas nestas alturas não me parece que eu consiga dar-lhes o que eles pretendem.
Sei que o Simão esteve aqui, em Constantim, a aldeia comenta isso, mas lembrem-se que o Simão que está cá não é o jogador do Atlético de Madrid e da Selecção Nacional, é o Simão que é tio do Diogo e que sofre como qualquer comum mortal. Deixem-no respirar. Deixem-nos sofrer em paz.
Ainda hoje eu comentava: "e se o Diogo aparecesse vivo?!", do outro lado diziam: "isso é impossivel". Talvez seja, mas eu no fundo ainda tenho esperança. Quem sabe?!
Deus distraiu-se um pouco, mas pode remendar o erro. Eu espero que sim!
Estou a torcer para que o Diogo apareça, para que o mar devolva aos pais o que lhes pertence por direito.
Deus permita isso. Deus permita.

segunda-feira, 16 de março de 2009

"De outro campeonato"

Foi assim que o comentador classificou o futebol praticado pelo FC Porto, ontem, no Dragão. "De outro campeonato".
Dizendo que o que o Porto fez, principalmente na primeira parte, se tratou de um show!
Eu concordo.
Faço este post para agradecer aos jogadores. Ontem o futebol praticado no Dragão foi de gala.
Sei que a Naval não é um colosso, mas isso pouco mérito tira aos pupilos de Jesualdo Ferreira.
Concordo com Ulisses Morais, treinador da Naval, quando afirma que a sua equipa perdeu "contra um adversário que é melhor, não só do que a Naval, mas também do que as outras equipas deste campeonato".
Eu que já critiquei tanto o Mariano, hoje tenho que o elogiar. O homem fez um grande jogo.
Não vou falar do árbitro e dos três penaltys que ficaram por assinalar, porque disso falam os especialistas, aqui.
Não vou falar do Lisandro que foi tramado pela cegueira do "Collina" e não vai a Guimarães, porque com este coração e com este plantel eu acredito.
Não vou falar da importância deste jogo e de como é bom ter mais quatro pontos que o Sporting porque ainda há muito para jogar. Importante é, decisivo não.
Apenas quero agradecer aos protagonistas.
Ontem deu gosto de ver!

domingo, 15 de março de 2009

O meu domingo

Não visto roupas giras.
Não vou para esplanadas. Detesto cafés de domingo.
Não ando a passear de carro.
Não vou para o shopping.
Visto a calça larga do fato de treino, que faz par com uma t-shirt qualquer.
Fico por casa a ver nada na tv.
Passeio a minha boxer.
Espero pelo fim do domingo calmamente.
A segunda, essa, começa com muito trabalhinho.

sábado, 14 de março de 2009

Classficados - Rosa (do teu jeito de ser)

Adoro esta música. Entra bem no ouvido.

sexta-feira, 13 de março de 2009

Rui Patricio

Na quarta-feira, depois do jogo de Munique e enquanto Rui Patricio dormia calmamente...
A mulher: "Rui acorda! Acorda Rui! Acorda que já são 8!!
O Rui salta da cama disparado e diz: "Foda-se, já marcaram outro golo??!"

quinta-feira, 12 de março de 2009

terça-feira, 10 de março de 2009

Os intocáveis de Portugal!!

Em tribunal soube-se que:
- "Num jantar em Lisboa, Luís Filipe Vieira disse a Carolina: O que tens para mim e quanto queres por isso?"
- "Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, tentou, nesse jantar, incriminar Pinto da Costa, juntamente com Carolina. Estava também presente Leonor Pinhão (jornalista)"
- "Carolina, nos três jantares nesse restaurante em Lisboa, falava sempre em privado com Baba. No último jantar, com Luís Filipe Vieira, estava Leonor Pinhão e outras pessoas"
- "Foi Leonor Pinhão que pediu para tirar a fotografia à cómoda [onde alegadamente estava o dinheiro que Pinto da Costa usava para subornos] da casa da Rua do Clube dos Caçadores, em Gaia"
_______________
Engraçado este país, não é?!
Volta Salazar, estás perdoado!
Tenham vergonha na cara e lavem a boca antes de falar de quem quer que seja!!
"Hora de tocar a reunir
Chegou a hora de cerrar fileiras. Basta de assobios, de tentativas de desvalorizar a qualidade de um técnico bicampeão e dos mais importantes da história do nosso clube, basta de assobios em casa. Está na hora de nos unirmos e de juntos, todos os portistas, os que gostam de Jesualdo, os que não gostam, os que acham Farias talentoso, os que o acham uma nulidade, os que gostam mais do 4-3-3 os que gostam mais do 4-4-2, chegou a hora de todos nós nos juntarmos e sermos o que fomos ao longo de vários anos. O 12º jogador. Desde direcção, equipa técnica e sócios ou adeptos, todos temos que nos unir. Enquanto nos distraímos com discussões internas inócuas, outros estão com facas afiadas e estão a fazer o trabalhinho todo para nos afastar do tão ambicionado e merecido tetra. Estão a fazê-lo “por outro lado” já que no campo é só comparar a qualidade das exibições do Porto para a dos seus rivais para se saber quem já estaria quase campeão se houvesse verdadeiramente igualdade de tratamento neste campeonato.

O circo e cerco estão montados
A encomenda está feita há muito tempo e atravessa os diversos órgãos de comunicação social e percorre outros sectores ainda. A comunicação social está a mando de uma instituição. Há gente que para além de se preocupar com os lugares na liga, tem agora, cada vez mais, se preocupado em ter gente em posições estratégicas na comunicação social que perdeu todo o pudor e vai cada vez mais pelas ruas da amargura.Pseudo comentadores como Rui Santos ou Jorge Baptista podem dizer as alarvidades que querem com direito a antena na tv sem qualquer tipo de contraditório e muito pior sem qualquer tipo de reacção por quem de direito.A diferença de tratamento é gritante e o nosso clube tem sido efectivamente descriminado e mal tratado em várias transmissões e atacado de forma directa e indirecta. Seja através de indirectas lançadas em espaços de opinião por ditos jornalistas, seja através de manobras de distracção para desviar as atenções dos benefícios dados ao Benfica. Quando o Benfica é prejudicado são semanas e semanas de discussão. Quando é beneficiado, ninguém fala, ninguém viu, ninguém comenta. A única reacção oficial do clube vem sempre do mesmo... Jesualdo Ferreira, que já tem a sua imagem muito desgastada de tanto batalhar só.Sem ser oficial, do clube tínhamos até há uns tempos apenas um defensor apesar de haver dois programas de opinião entre 3 comentadores afectos a clubes. Bem haja o regresso do grande Dr. Pôncio. Guilherme Aguiar é uma pessoa mais preocupada com a Liga de Clubes e em recordar o seu tempo na liga de clubes e a frustração de ter saído de lá. Não nos representa nem defende. Rui Moreira é dos poucos que tem feito ouvir a nossa revolta. Mas mesmo ele não se insurge por exemplo contra o tipo de tratamento que a RTP e as suas transmissões têm dado ao F.C. Porto em que temos um benfiquista e anti portista doente como o António Tadeia a fazer comentários. Não pode, é o canal que lhe paga e nem lhe seria fácil colocar-se perante uma situação de critica ao próprio canal.

RTP, Sporttv e afins...Mudam os nomes e as siglas e o tratamento é igual...
António Tadeia é aquela pessoa que no dia em que o F.C. Porto deu um banho de bola no Arsenal e ficou em 1º lugar no seu grupo da champions afirmava que não se podia dar muito valor porque se tratava de uma 2ª equipa do Arsenal ou até 3ª. Curiosamente essa 3ª equipa tinha 5 elementos titulares e os suplentes utilizados eram jovens talentos do futebol mundial como Carlos Vela e Brentdner. Mas nem é esse o caso. Esse mesmo Tadeia disse que não se devia dar tanto valor a essa vitória, mas é o mesmo que a comentar a vitória do Sporting contra uma equipa de suplentes e juniores do F.C. Porto numa competição que não contava para nada já não disse o mesmo. Aí passou por cima dos dois penaltis dados ao Sporting. E logo para tentar dar mérito à equipa de Alvalade falava que o F.C. Porto não estava com uma 2ª equipa, porque até tinha jogadores que na supertaça tinham sido titulares (supertaça que foi na pré-época e que como é óbvio ainda não se conhecia a falta de qualidade de Benitez entre outros) e que até esse onze do Porto era mais caro que o do Sporting, como tal, não havia justificação para menorizar a vitória do Sporting. Mas numa competição como a Champions num jogo em que se disputava o 1º lugar do grupo e contra um Arsenal com um orçamento também muito maior que o nosso e com 5 titulares e não 11 suplentes e juniores, o Porto dá um banho de bola a uma das melhores equipas inglesas, mas esse não conta... é contra uma 2ª equipa.Depois são os lances polémicos. O F.C. Porto ganha ao Rio Ave ou contra outra equipa qualquer e qualquer lance seja de penalti ou o que seja,que seja assinalado a favor do Porto, no final lá se ouve o comentador a dizer: jogo marcado por polémica. Tem sido assim na RTP e na SportTv… Se há uma situação em que se tem dúvidas se é fora de jogo ou não nos casos dos jogos do Benfica dizem que se deve beneficiar a equipa que ataca.Ainda no último jogo do Porto com o Leixões qual não é o meu espanto que numa jogada em que acabam por anular um lance de golo nosso por posição duvidosa de Bruno Alves, o comentador tem esta brilhante tirada “em caso de dúvida beneficio dado ao árbitro assistente”. Aliás o Tadeia até no penalti com o Leixões a sua 1ª reacção mesmo sem ver a repetição foi duvidar logo que fosse penalti e só depois tal como sempre a custo admitiu que efectivamente era penalti. Aí como não se pode atacar que o Porto foi beneficiado utiliza-se uma estratégia de comunicação para se insinuar e desinformar. Começa a falar do número de golos marcados por Lucho de penalti este ano e o número de jogos que o Porto leva já este ano com penaltis marcados a seu favor. F.C. Porto que em qualquer jogo em que haja um lance polémico (mesmo que seja apenas na cabeça dos comentadores benfiquistas) tem automaticamente à espera na sala de imprensa um conjunto de jornalistas encomendados preparados para questionar a Jesualdo sobre o que acha de tais lances e se o Porto foi beneficiado. Os mesmos que nada perguntam quando o Porto é prejudicado, obrigando a que seja Jesualdo a lembrar sem que ninguém lhe pergunte. O Porto deu um autêntico banho de bola ao Braga, podia ter goleado e os comentadores estavam sedentos de vontade era de dizer que o Braga era amigo do Porto e que com o Benfica se queixaram mais e que com o Porto também tinham que se queixar etc, esquecendo do fundamental. Com o Benfica o Braga jogou muito melhor, mereceu ganhar, com o Porto nem podiam protestar muito porque em todo o jogo só tiveram uma oportunidade de golo e levaram um autêntico banho de bola. Mas a revolta estava patente nos seus comentários, tal como aquando da goleada sobre o Leixões já estavam a dizer que o Leixões tinha facilitado etc., quando na jornada anterior o Leixões era uma super equipa e ninguém quis falar do anti-jogo do Benfica e dos ridículos 3 minutos de descontos… Os mesmos que logo no 2º golo do Porto contra o Leixões aproveitaram para fazer insinuações sobre Beto e que ele podia fazer melhor (já levavam essa preparada acontecesse o que acontecesse). Falam em facilidades, mas parece que o Leixões não fez um auto-golo no jogo contra o Benfica….

As conferências de imprensa e os flash interviews
Depois não sei porque se faz flash interview. A pergunta seja na sala de imprensa ou nesse espaço é sempre a mesma encomendada, a renovação de Jesualdo. Objectivo? Sabendo do desamor que muitos adeptos do Porto têm por ele -mesmo ele sendo campeão- tentam de todas as formas desestabilizar o grupo e desviar as atenções das nossas grandes exibições em campo e lançando nomes para o ar como Jorge Jesus e Paulo Bento como sucessores de Jesualdo, claramente para tentar retirar a tranquilidade ao Professor. Só que o que esquecem é que Jesualdo se aguenta com a massa assobiativa e durante 3 anos tem dado a cara pelo clube sozinho, aguento isso e muito mais, terão que fazer um esforço maior.Os mesmos meios de comunicação que falaram em roubo, em falta de verdade desportiva no Porto-Benfica por um pretenso penalti mal assinalado sobre Lisandro mas que nem em resumos nem em comentários lembravam que já antes tinha ficado um muito mais claro e com o árbitro bem perto que não foi assinalado a favor do Lucho e que poderia ter colocado Porto em vantagem antes do Benfica marcar. Foi esquecido por todas as 1ªas páginas de jornais esse facto, mas não é de espantar, o dinheiro move tudo, e os jornais precisam de vender, pelo que se vê até o próprio "O Jogo" teve que se benfiquizar mais para poder vender, e até delegações norte de vários jornais fecharam, são muitos, e entram em euforia com facilidade. E o que vende? Equipas maravilhas e páginas anti-Porto, a fórmula para se vender em Portugal é fácil. É a mesma para ser presidente do Benfica. Foi o que fez Vale e Azevedo e depois LFV, atacar o Porto e Pinto da Costa e falar em equipas maravilha. A imprensa ajuda com 1ªs páginas com Reyez ,Aimar etc. e falando que fizeram grandes jogos mesmo quando ninguém da por eles em campo. Estamos cada vez mais isolados. A nossa voz é cada vez mais abafada pela chamada mass media. Só através da blogosfera e de agora o Dr. Pôncio Monteiro e Rui Moreira nos podemos fazer ouvir. A Sad está calada pelo famigerado apito e Jesualdo não pode falar sozinho. Principalmente com jornalistas escolhidos a dedo para cada flash interview e que levam as perguntas encomendadas para todas as conferências de imprensa.

Vejamos a diferença em casos concretos
O Benfica ganhou na Naval num jogo em que podia ter empatado ou perdido após um lance de possível penalti que o árbitro nada assinalou e ainda marcando um golo numa falta totalmente inexistente. Se se tratasse do F. C. Porto falariam em roubo, apito dourado, atentado à verdade desportiva etc., como é o Benfica, os comentadores no 1º momento até falaram que era mão quando todo o país via as imagens da bola a bater na cara. Depois alguém lá lhes disse para não darem tanto nas vistas e lá corrigiram. Mas enquanto isso, nos jogos do Porto, em vez de discutiram a excelência do jogo do Porto, ficam a falar da importância desses lances no decorrer do jogo.No Benfica foi do estilo “sim, não devia ter sido marcado falta, mas o Benfica estava a jogar bem a merecer o golo etc...”. Na flash interview alguém questionou Quique o que achava do lance? Alguém lhe perguntou algo na sala de imprensa? Claro que não. Pareciam perguntas feitas pelo canal Benfica “Quique uma vitória importante não é? “Quique, o Aimar joga mesmo bem não joga?” Quique este Benfica pode ser campeão? Mas para mim o cúmulo da palhaçada foi depois de vermos o roubo que vimos, aparecer um iluminado entre os jornalistas que pergunta a Quique “Acha que ficou um penalti por assinalar sobre Di Maria”? Peço desculpa? Como...? Depois daquele roubo e sem ninguém perguntar ou falar nada, a única pergunta sobre a arbitragem é se há penalti sobre Di Maria num lance a uns bons metros fora da área em que ele se atira para o chão??? E esquece-se o penalti a favor da Naval ou o golo numa falta que não existe??? Aos adversários do F. C. Porto perguntam logo se têm razões de queixa do árbitro e mesmo que não tenham perguntam-lhes sobre lances. Mesmo que eles não achem acabam por achar porque os jornalistas lhes vão convencer que têm que achar que foram prejudicados pelo Porto, para assim, já poderem colocar uma frase do técnico adversário nos jornais a falar que o árbitro beneficiou o Porto. Isso vende. Ontem depois de uma conferência de imprensa relativamente longa e só com perguntas simpáticas e palmadinhas nas costas a Quique, o que aconteceu a seguir com o técnico adjunto da Naval? Nada. Perguntam-lhe pelo jogo por obrigação, a que ele logo respondeu tratar-se de um resultado injusto pelo que as equipas praticaram e acima de tudo porque tem dúvidas se não ficou um penalti por marcar a favor da Naval e não tem dúvidas nenhumas que o Benfica só ganha porque marca golo num livre que não existe porque a bola bate na cara do jogador de forma clara e á vista de todos… Agora vocês perguntam-se: E o jornalista faminto da verdade, insiste no assunto como fazem quando o Porto é pretensamente beneficiado para ver se o treinador diz algo mais para colocar no jornal…? Não. Outra sumidade do jornalismo consegue ter capacidade de fazer uma das perguntas mais estúpidas que vi numa conferência de imprensa. O treinador acaba de dizer que foi derrotado por uma falta marcada numa bola que vai á cara e não á mão de um jogador seu, e o jornalista pergunta “Mas não acho que mais do que falta de sorte da Naval tratou-se de falta de concentração??”. É nestas alturas que sinto saudades de um Mourinho em Portugal, ele logo a seguir lhe perguntaria “você é estúpido ou tem algum neurónio a menos?” Então o homem acaba de falar num lance em que o jogador leva com uma bolada na cara e o árbitro dá uma falta e o gajo vem-me falar de falta de concentração???? Falta de concentração porquê???? Se ele estivesse mais concentrado baixava a cabeça e não levava com uma bolada nas fuças é isso??? E assim o árbitro não podia inventar mais uma das inúmeras faltas que inventou á entrada da área depois do golo da Naval…???. Só se for isso… O treinador da Naval continua a dizer que esse lance mudou o jogo etc… e resultado dessas afirmações? Nenhum jornalista tem mais interesse em fazer-lhe perguntas e a conferência de imprensa acaba!!!! Se isto não fosse tão nojento e podre para a comunicação social do nosso país até seria cómico. A Quique que foi beneficiado pelo árbitro, só lhe perguntaram se o Benfica não devia ter sido ainda mais beneficiado um bocadinho e fizeram uma série de perguntas a elogiar o Benfica. Só faltava acabarem todos com um “VIVÓ O BENFICA”!!! O treinador da Naval como denunciou o que se passou e não elogiou o fabuloso Aimar ou o grande estratega Quique, não tinha interesse e não pode falar sequer muito do jogo porque os jornalistas nem queriam saber ou fazer perguntas, genial, do estilo “Não é para elogiar o Benfica? Vem para aqui falar de arbitragens então o melhor é ir mas é embora.

Posto isto de parte... Passemos ao jogo...
Alguém reparou, como eu reparei, que algo mudou no Benfica para eles finalmente ganharem um jogo fora da luz? Uma alteração táctica muito boa. Não, não foi o Cardozo no lugar do Suazo. O segredo estava no banco... E não também não era o Mantorras... Eu já tinha comentado que o problema do Benfica nos jogos fora é que Rui Costa fica muito longe do túnel, e há estádios que nem túneis de jeito têm, e sentia-se o Rui Costa desconfortável na bancada, impotente, sem nada poder fazer para mudar o rumo do jogo. Na Luz é muito mais fácil, vai dar uma palavrinha em zona proibida aos árbitros e fica tudo bem.O Boavista desceu de divisão por o Valentim ir falar com os árbitros no intervalo e coisas assim, o Rui Costa como é uma pessoa séria e que até a comunicação social gosta muito dele, pode falar com árbitros á vontade. Afinal o que são 3 multinhas, poucas criticas á sua postura e ética (pelos vistos inatacável quando se trata do Rui Costa) comparadas com 9 pontinhos no papo? Ainda para mais a comunicação social que tanto investiga, acusa e insinua no apito dourado, acha isto normal, Rui Costa a falar com árbitros no intervalo.Invasões de campo com agressões a fiscais de linha sem o árbitro acabar na hora com o jogo, presidentes suspensos a entrar no balneário do árbitro depois do jogo, quando mesmo que não tivesse suspenso não podia la entrar. Mas agora tudo mudou. Agora Rui Costa passou a ir para o banco nos jogos fora!!! Já não vai para a bancada. Assim fica mais próximo do túnel. Uma solução táctica perfeita. Melhor que discutir se se deve jogar em losango ou em triangulo. É jogar sim o mais perto possíve da baliza? Não!! Do túnel!!Agora imaginem isto tudo, mas em tons azuis e brancos. Se em vez de se chamar Rui Costa se chamasse Antero Henriques ou em vez de ser LFV ser Pinto da Costa... Ui... tinhamos literatura jornalística sobre isso para 20 anos, já para não falar de filmes... Se o Rocky teve 5 filmes e mais tarde o 6º, se a Academia de Polícia tem uns 12, este dava para ser uma saga interminável de filmes como o James Bond.

A gota que fez transbordar o copo
A gota de água para mim foi ontem, muitos insinuavam, já na transmissão da RTP o Tadeia de forma cobarde como é seu apanágio falava disso, que Beto tinha tido um movimento estranho etc. Mas neste Domingo, Rui Santos levou a azia ao topo. No jogo do Benfica afirma que efectivamente por infelicidade do árbitro a Naval acabou prejudicada e o Benfica beneficiado, mas sem juízos de valor sobre a seriedade ou as intenções do árbitro, nada. Afinal nem convém lembrar os portugueses que este João Ferreira é o mesmo que LFV pedia nas escutas telefónicas que pelos vistos não mereceram ser investigadas. Afinal grave é se se fala de fruta ao telefone, agora pedir de forma directa e descontraída um árbitro para um jogo, isso é algo perfeitamente aceitável.Rui Santos insultou a instituição Leixões, vem insultando há muito tempo a instituição F.C. Porto. faz insinuações sem provas colocando em causa o profissionalismo de jogadores como o Beto o Laranjeiro e outros e depois de tudo isto e ainda de divagar sobre o facto de os resultados se falsearam não só com árbitros (visto que por estes já não pode pegar porque tinham acabado de beneficiar o Benfica e o apito dourado não está a dar em condenação nenhuma) mas também com politica de empréstimos. Ou seja se os adversários do Benfica cometem erros, são azares, se os do Porto têm o mínimo deslize é porque estão já comprados pelo Porto como é óbvio e não tiveram um erro...Será que o Helton então já terá assinado contrato com o Leixões e não sabemos...? Ou então com o Atlético de Madrid... Agora entendo porque o Mariano e o Farias jogam tão mal tantas vezes e porque nesse mesmo jogo o próprio Farias falhou um golo incrível ao seu melhor estilo, aposto que o Rui Costa já os tem apalavrados para a próxima época...Rui Santos falando do tal tema dos empréstimos insinuava como é óbvio que os emprestados do Porto faziam corpo mole quando jogavam contra o clube e que o Porto os emprestava com o propósito de retirar benefícios quando jogasse contra as equipas que eles representavam, o que não deixa de ser ao mesmo tempo ridículo e totalmente incoerente.O F.C. Porto durante anos sempre teve a política de que jogador emprestado não jogava contra o clube exactamente por saber da comunicação social que existe neste país e para os proteger de possíveis falhas para que não colocassem em causa o seu profissionalismo, durante anos o Porto era acusado de estragar a verdade desportiva (para variar o argumento é sempre o mesmo façamos o que façamos) porque os seus emprestados não podiam jogar contra o Porto e que disso retirávamos beneficio. Fizeram uma regra e tudo em que isso fosse proibido e tudo só por nossa causa. Entretanto agora criticam os jogadores emprestados á mesma. Ou seja, preso por ter cão preso por não ter…No final é como em tudo na sociedade portuguesa… A culpa é do Pinto da Costa e do F. C. Porto. Pode acontecer uma inundação em Cabeceiras de Basto ou uma velhinha tropeçar e cair a atravessar a rua que a culpa certamente será desse senhor e dessa instituição. É claro que Rui Santos já não acha mal se o Benfica e o Sporting emprestarem os seus jogadores... Apenas o F.C. Porto levanta desconfiança na sua política de empréstimos. O já habitual em Rui Santos...Logo a seguir Rui Santos comenta o jogo do Sporting que ganha com um frango tremendo do guarda redes e aí Rui Santos nada insinua sobre a seriedade e profissionalismo do mesmo, ou que o Sporting empresta jogadores, nem o faz em relação ao Benfica.Nunca fui a favor dos blackouts na altura que os praticavamos, acho chatos. Não valorizam o espectáculo e os verdadeiros artistas que são os jogadores não podem expressar-se assim como o treinador, mas se há época em que mais que nunca eles fazem sentido é esta. Em muitas épocas foram fundamentais estes blackouts para fechar o grupo, uni-lo e porque sabemos que tudo o que se disser será distorcido e manipulado, as perguntas dos jornalistas serão sempre as mesmas, as encomendadas pelos mesmos de sempre e com o mesmo objectivo.

As notícias escolhidas a dedo…
Os jornais escolhem a dedo as notícias a que querem que se dê relevância e apagam outras importantes que não servem os seus interesses. Por exemplo: 1ª página com uma frase de um tal ex-director da comissão de arbitragem que em Tribunal fala que há corrupção no futebol. Rui Santos afirma que ele é uma pessoa que esteve dentro do meio e que deve ser ouvido o que ele diz e tido como verdade porque sabe do que fala etc. e é a prova que há corrupção. Curiosamente quer o referido jornal quer o próprio Rui Santos não valoraram o que ele disse a seguir e foi… “Por 500 contos nem se pagava o aquecimento dos árbitros e não acredito que o senhor Pinto da Costa alguma vez pagasse a árbitros" e ainda reforça que o valor que falam é ridículo quando ele sabia que em jogos bem mais pequenos como Farense-Beira Mar os preços oferecidos ascendiam os 1500 contos e eram oferecidos por ambas as equipas. Como depois um jogo com um grande como o Porto valeria menos de metade? Essa parte foi totalmente ignorada pela comunicação social…Porquê? Porque beneficiava Pinto da Costa… Rui Santos valora como credível tudo o que esse senhor diz…mas chega á parte em que ele afirma que Pinto da Costa não compraria e afirma que aí claramente ele tentou ajudar Pinto da Costa… A isto Mourinho no seu estilo inconfundível chamaria de “prostituição intelectual” e muito bem… Ou seja o homem é credível para dizer que há corrupção porque essa notícia interessa e essa é publicada em 1ª página, mas a mesma pessoa já não merece credibilidade se disser que Pinto da Costa nunca pagaria a um árbitro, nem essa informação é relevante de ser passada quando o caso se centra até nisso mesmo. Se Pinto da Costa pagou ou não a um árbitro, e em tribunal, mais que tudo, foi essa declaração a mais valorada e a mais importante de reter para o caso. Alguém viu 1ª páginas ou grandes fóruns de discussão da alteração do famigerado artigo 1.04 da Uefa da participação na champions? Não… Mas lembram-se como foi quando renasceu a esperança do Porto não ir á champions? Pois… Ou alguém viu o Rui Santos, o Jorge Baptista ou qualquer outro a pronunciar-se sobre o arquivamento da queixa contra Gonçalves Pereira e do MP ter questionado a legalidade das deliberações tomadas pelo grupo dos 5? Essa notícia não passa. Só em rodapé e o mais escondido possível para ver se ninguém vê e se lembra de a comentar. Nem sei porque o Benfica criou um canal Benfica, é só mais um custo desnecessário. Já não basta a RTP ou a SportTv em que cerca de 80% dos comentadores são ex jogadores do Benfica? Ou a sic notícias com o Rui Santos e o Jorge Baptista quando não se lembram do Ribeiro Cristovão? Ou a tvi com João Querido Manha como novo e grande reforço? Não basta Record, Correio da Manhã, A Bola e agora até O jogo…? Ainda precisam mesmo assim do jornal do Benfica?

Silêncio mas com resposta em campo
Por isto acho que já que a Sad não fala nem falará, ao menos que o silêncio seja total. Deixemo-los a falar sozinhos e não vamos falar, nem dar azo a que nos perguntem as mesmas perguntas de sempre quando não têm a mesma forma de actuação quando se tratam de outros clubes. Ainda para mais depois do ridículo comunicado da RTP e do ataque infame de grande parte dos órgãos de comunicação social e da forma astuta como desviaram o roubo da Naval para o Beto e o Laranjeiro e as facilidades ou não num jogo em que o Porto fez um grande jogo.Agora mais que nunca é cerrar fileiras. Que se paguem as multas por todos os flash interviews até final da época. Acho que nenhum de nós se importa até de contribuir para as pagar com todo o gosto com as nossas quotas. Seria assim... Respostas a partir de agora? Damos no campo. Onde continuamos a dar por mais que as queiram diminuir e por mais que as queiram colocar como nota de rodapé.Por isso, desde já, apelo ao nosso presidente -que sabe melhor do que ninguém quando é tempo de cerrar fileiras e que no passado sempre o soube fazer de forma astuta para defender o clube:Blackout no F.C. Porto já!!!"


Ainda bem que há dias assim!

segunda-feira, 9 de março de 2009

Toda a verdade

Quais as 6 verdades e quais as 3 mentiras?
Aqui fica toda a verdade.

1- É verdade, já joguei à bola com o Simão Sabrosa. Foi o meu primeiro ano na Escola Diogo Cão e o último do Simão antes de ir para o Sporting. Isto em termos oficial. Entre amigos foi muito mais tempo, claro.
2- É verdade, tinha 14 ou 15 anos. Foi para algo tipo Modalfa. Concorri, fui seleccionado e depois informaram-me que tinha de ir a Lisboa e naquela altura Lisboa era ainda muito longe. Acabei por não ir.
3- É verdade, eu detesto filmes de terror. Tenho medo a tudo o que tenha a ver com terror. Basta-me ver uma cena para ter pesadelos e não conseguir dormir.
4- É verdade, em Guimarães. Um amigo meu decidiu chamar palhaço a um policia e então tivemos todos que correr...muito.
5- É verdade, graças aos muitos cartões vermelhos. Soube da noticia no último jogo do campeonato, jogo esse em que eu fui expulso. O responsável por indicar jogadores para os estágios da Selecção Nacional disse que a nível de selecções não compactuam com esse tipo de situações. Na altura havia também o interesse do Rio Ave. Mas tudo acabou por passar, agora são só recordações e o lamentar da pouca sorte.
6- É mentira, nunca conduzi um Ferrari. Não é dos carros que mais me fascina, mas admito que gostaria muito de conduzir um.
7- É verdade, já andei de iate. Foi em Espinho, com alguém que agora não merece nada de mim, nem uma palavra sequer.
8- É mentira, claro. Nunca faria isso.
9- É mentira, quem me conhece sabe bem disso. Acho que nunca estive um dia sem falar com os meus pais, mesmo quando eu ou eles estavam fora do país.

domingo, 8 de março de 2009

Revelarei tudo brevemente...

As 6 verdades e as 3 mentiras.

sábado, 7 de março de 2009

O Euromilhões?

Saiu a dois.
Um belga e um francês. Acho eu.
Bater-lhes com um martelo nos dedos das mãos era pouco.

sexta-feira, 6 de março de 2009

Eu milhonário

Eu sei que o dia está feio.
Está um vento gelado, chove quase neve e o frio até corta.
Mas mesmo assim eu sinto que hoje era um bom dia para eu ficar milionário.
O blog esse continua. Eu pago a alguém para escrever por mim.

quarta-feira, 4 de março de 2009

A Fiona tá chipada!!

Acabou a primeira ronda de despesas.
Colocado o chip a coisa acalma. Já eram horas, diga-se de passagem.
Ainda não notei nada de novo depois da chipagem.
O consumo parece ser o mesmo e a nível de velocidade também não noto grandes diferenças.

segunda-feira, 2 de março de 2009

Quem quer ser bilionário?

Um filme fantástico. Merece tudo o que ganhou.
Aqui se prova que a escola da vida é a mais importante de todas as escolas.
Adorei aquela parte em que o miudo pergunta: "o comboio é do teu pai?!"